Versão Brazileira (1) – Bus Stop, The Hollies

Para começar bem a coluna, uma dobradinha boa: The Hollies e Graforréia Xilarmônica. Enjoy it.

Original

The Hollies é uma banda inglesa que iniciou suas atividades nos anos 60. Com uma pegada a la Beatles, The Hollies também consquistou o público britânico e revelou para o mundo Graham Nash (que depois faria uma grande parceria com David Crosby, Stephen Stills e Neil Young). Bus Stop foi gravada originalmente em 1966 e lançada como single e chegou a alcançar o número 5 na parada de sucessos britânica.

Ouça Bus Stop, The Hollies:

Versão

Justiça seja feita, a versão brazileira de Bus Stop é do Golden Boys e foi gravada em 1967. Na época – Jovem Guarda, no Brasil – era comum as bandas regravarem sucessos americanos e britânicos. Porém, nesse post quero falar da Graforréia Xilarmônica. Para quem não conhece, Graforréia Xilarmônica foi uma banda gaúcha formada no fim dos anos 80, misturando Jovem Guarda e letras irônicas, fazendo um som peculiar. Formada por Frank Jorge e pelos irmãos Marcelo e Alexandre Birck, a Graforréia durou pouco e tem um material escasso gravado, porém foi o suficiente para marcar seu nome no Rock Gaúcho (quem não conhece Amigo Punk?). Pensando Nela, regravação da versão dos Golden Boys para Bus Stop, foi lançada no segundo álbum da Graforréia Xilarmônica, Chapinhas de Ouro, em 1998.

Ouça Pensando Nela, Graforréia Xilarmônica:

Análise

Bus Stop, a original, fala sobre um romance que começou em uma parada de ônibus em um dia de chuva. A partir do oferecimento de um guarda-chuva começa uma história que, aparentemente terminou em casamento (“Led me to a vow”), mas que, sem dúvida, foi um relacionamento duradouro a partir de algo bobo como uma fila de ônibus. Na versão brazileira, Pensando Nela, mantém-se o tema da chuva e da parada de ônibus, porém apesar da interação entre os personagens na parada de ônibus, a garota não deu bola para o sujeito e a relação se resume a uma paixão platônica, que é relembrada toda vez que chove. Ou seja, apesar de modificada, a versão aproveita-se do tema cotidiano de chover enquanto se espera o ônibus e, claro, fala de amor. Desta forma, mesmo diferente do original, ainda assim é uma boa canção, sem ser sentimental demais.

E aí, o que acharam do post? Algo a acrescentar? Algo a criticar? Alguma dica para a coluna da semana que vem? Fiquem à vontade para participar!

Aproveite e veja The Hollies e Golden Boys cantando a música ao vivo aqui.

Anúncios
Esse post foi publicado em Versão Brazileira e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s